revista bula
POR EM 18/01/2011 ÀS 01:48 PM

101 coisas para fazer em 2011

publicado em

1 — colocar esta lista em ordem;

2 — fazer um checkup;

3 — fazer um exame de consciência;

4 — deixar o script alheio e viver o seu próprio;

5 — derrubar uma árvore (que ameaça cair sobre sua casa);

6 — trocar a fiação da casa (antes que ela incendeie);

7 — clarear os dentes;

8 — clarear as vistas;

9 – retirar as manchas da pele;

10 — retirar (ou assumir) as manchas da personalidade;

11 — retirar os caroços do corpo (exceto os essenciais);

12 — indignar-se com a injustiça difusa;

13 — combater as injustiças objetivas;

14 — ver o eclipse solar;

15 — retirar suas ideias do eclipse;

16 — deixar de querer ser bom, segundo a concepção do guru

17 — mandar o guru praquele lugar;

18 — dizer não e sim com a mesma naturalidade;

19 — cortar os punhos de alguma rede social;

20 — redescobrir a força existencial do abraço;

21 — recompor a ternura com o cônjuge;

22 — se não for possível, compor uma separação amigável;

23 — salvar-se dos escombros das necessidades impostas;

24 — viver a sua vida com dignidade com 50% a menos de lixo;

25 — salvar o planeta na cota-parte que lhe cabe;

26 — brincar com o filho sem fazer dele um bibelô;

27 — repreender o filho com a mesma naturalidade com que o estimula;

28 — tomar um porre;

29 — não fazer do porre uma rotina;

30 — não querer tirar lições do porre;

31 — deixar o orgulho de ser imbecil;

32 — deixar a ilusão de que um dia (sob determinadas condições) será feliz;

33 — ser feliz aqui e agora;

34 — apagar uma luz e poupar o planeta;

35 — acender uma ideia;

36 — limpar a área;

37 — não jogar lixo na via pública;

38 — lembrar que daqui a 100 anos ninguém saberá que você existiu um dia;

39 — mas é neste planeta que seus descendentes hão de viver;

40 — levar o filho a escola;

41 — participar da vida da escola;

42 — ver os defeitos do ídolo;

43 — refutar as convicções herdadas;

44 — desconfiar das convicções adquiridas;

45 — ser crente de alguma descrença;

46 — organizar o seu dia;

47 — tirar tempo pra você mesmo;

48 — entusiasmar-se com seus projetos;

49 — abandonar os projetos inviáveis ou inconvenientes;  

50 — ver o sol nascer numa outra paisagem;

51 — redescobrir a paisagem do seu quarto;

52 — descobrir os encantamentos da vida;

53 — repensar as utilidades da morte;

54 — adquirir um túmulo;

55 — escrever um testamento (ainda que sem bens);

56 — rever seu conceito de poesia;

57 — experimentar uma sensação nova;

58 — ler um livro sobre coisas que você não crê;

59 — fazer uma viagem a pé;

60 — ver a paisagem a bordo de um balão;

61 — saltar de para-quedas;

62 — atualizar seus conhecimentos de ortografia;

63 — estudar um idioma indígena;

64 — sair na chuva sem capa só pelo prazer de se molhar;

64 — pelo menos uma vez, ter orgulho de ser mané;

65 — rir de si mesmo com o mesmo sem pudor que ri dos outros;

66 — não se deixar vendar pelo politicamente correto;

67 — ser ético nas mínimas coisas para sê-lo também nas grandes;

68 — viver no limite de seus dias e de suas posses;

69 — abandonar a superstição de que quem tem muito dinheiro tem muita felicidade;

70 — deixar de pensar que dinheiro não é importante;

71 — poupar um percentual de seus ganhos;

72 — deixar de pagar juros;

73 — não comprar a prestações;

74 — comprar a prestações se sua lucidez assim o determinar;

75 — não ser feliz só porque estão dizendo que é chique;

76 — não abandonar um gosto só porque agora é brega;

77 — ser feliz de fato;

78 — viver a doença buscando serenamente a saúde;

79 — viver a saúde prevenindo (sem hipocondria) as doenças;

80 — ouvir música por prazer (não por imposição)

81 — sair pra dançar;

82 — dançar sem sair;

83 — ter cuidado pra não dançar;

84 — vender o segundo carro;

85 — comprar o primeiro carro;

86 — negociar sem dinheiro;

87 — escrever um poema;

88 — rasgar o poema que escreveu;

89 — visitar um velho amigo;

90 — romper uma velha amizade;

91 — salvar uma vida;

92 — doar sangue praquele seu projeto que é sua razão de viver;

92 — correr do perigo;

93 — enfrentar o perigo;

94 — morrer lutando;

95 — deixar alguém fazer alguma coisa por você;

96 — pedir benção da mãe;

97 — almoçar com a mãe com satisfação genuína;

98 — rasgar dinheiro (uma cédula de pequeno valor) só pra exercitar o menosprezo;

99 — duvidar da sua loucura;

100 — chegar na hora marcada;       

101 — parar de ler listas para ler coisas mais consistentes. 

É permitida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia dos editores, desde que citada a fonte.
© Copyright 2017 — Revista Bula — Literatura e Jornalismo Cultural — seutexto@uol.com.br
wilder morais
renovatio