revista bula
POR EM 08/05/2009 ÀS 06:16 PM

Tatu Do Bem Participações

publicado em

Em minhas pesquisas descobri que o tatupeba,  esse tatu-porcaria  que prolifera nos cerrados e  tem o hábito de comer os  defuntos nos cemitérios rurais,  apresenta um potencial econômico superior ao dos softwares do Bill Gates. Será o meu tatupebaware

 

Cada época tem seus gênios. A genialidade varia de natureza, conforme a época. Abraão e  Moisés são gênios primordiais  da civilização, com poderes extraordinários para ouvir  a orientação de Deus e  credibilidade para  retransmiti-la a seus seguidores. Davi e seu filho Salomão foram gênios da administração pública, com requintadas  soluções de  conflitos. Cristo foi o gênio da simplicidade prática:  Acabou o  vinho no casamento? Transforma-se água em vinho. Morreu a sogra de Pedro?  Ressuscita-se  a velha. Uri Geller é o gênio da inutilidade: entorta talheres ao friccioná-los. Com seu mau-olhar, minha avó secava pimenteira e zangava sabão no tacho. Aristóteles e Platão foram gênios da  Filosofia, Homero da Literatura, Heródoto da História.
 
Leonardo  Da Vinci foi um gênio multidisciplinar que transitou com a mesma destreza  da Pintura à   Cosmologia, passando pela  Astronáutica, Arquitetura, Engenharia,   Matemática, Esoterismo,  Literatura, Anatomia e o que mais você quiser .
 
Newton  ingressou na História  como um gênio do estalo. Ao cair-lhe  uma  maçã  na cabeça, ocorreu-lhe a complexa teoria da gravitação universal.  Sem estalo, ele desenvolveu também uma teoria sobre o efeito da circulação da moeda, tão importante para a Economia quanto a teoria da gravidade o é para a Física.  Einstein é o gênio da relatividade.  Freud  sondou  a alma humana  como ninguém. Thomaz Edson  inventou tanta tranqueira que  era impossível se lembrar de tudo.   Joyce foi  um gênio  literário que chega a fazer sombra sobre todos os escritores que vieram depois. Um gênio nativo da invenção foi Santos Dumont, com seu 14 BIS  decolante.
 
Ultimamente, a genialidade só é  percebida pelos feitos que tragam imediatamente lucros financeiros  extraordinários.  Os gênios da pós-modernidade  têm de ser  neo-Midas. Transformam  ar em ouro. São vários ao redor do mundo. Bill Gates é o ícone. Criou uma linguagem amigável para os computadores falarem entre si e com seus usuários. O que lhe deu o  título nobiliárquico de  “o mais rico do mundo”.
 
Nessa categoria de gênio pós-moderno, nós também temos os nossos. O bispo Macedo é o mais notável. Ele pegou pessoas que nenhuma religião queria, enjeitadas por Deus e diabo, inoculou-lhes  um contraste fervoroso e conseguiu  retirar  delas o sangue que nem elas  sabiam que tinham.  Montou em pouco tempo um império econômico com repercussões  sacro-políticas  de arrepiar os cabelos do Papa.
 
Descobri, um pouco tarde, que definitivamente não tenho talento para a Literatura. Pior, ainda que tivesse, de quase nada valeria. Por isso resolvi focar meus talentos, se é que os tenho, no ramo de atividade que agora  prestigia os seus ativistas com relevo. Resolvi utilizar em meu favor os conhecimentos de professor de Marketing e  montar um negócio com criatividade. 

Estou montando a Tatu Do Bem Participações. 
 
Em minhas pesquisas descobri que o tatupeba,  esse tatu-porcaria  que prolifera nos cerrados e  tem o hábito de comer os  defuntos nos cemitérios rurais,  apresenta um potencial econômico superior ao dos softwares do Bill Gates. Será o meu tatupebaware.  Veja só as vantagens. No espaço  de um boi,  cria-se quinhentos tatus, gastando metade da ração diária. Sem vacina, sem vermífugo, sem chip de rastreabilidade.  O boi, ainda que precoce,  leva 18  meses  para ficar em ponto de abate. O  tatu  está pronto com menos de  três meses.  Uma vaca gasta  nove meses de gestação para parir um bezerro, um  tatu fêmeo somente um mês e meio, e ainda pare até quatro, todos gêmeos univitelinos. A carne do boi  está a   20 dólares  a arroba, enquanto a do tatu está  a 290. Costuma-se  dizer que do boi não se perde nem o berro.  Mas do tatu  também  se aproveita até o fungado.  Da  madrepérola da carapaça de faz jóia. Da glândula fedentina se faz fixador de perfume. Dos ossos,  ração para  cães de rinha.  Das tripas, linha cirúrgica de alta eficiência. Da genitália se faz um prato afrodisíaco com resultados superiores aos do Viagra e sem efeito lateral. O couro do abdômen é o mais apropriado para o revestimento de vibradores do tipo rabbit, com massageador de clitóris.  Das unhas se faz amuletos para espantar urucubaca e a córnea é a única indicada para transplante em mineiros de carvão betuminoso de alta profundidade.  Para não  lhe aporrinhar com números,  posso lhe resumir  que o tatupeba é  setecentos e setenta e sete vezes mais rentável do que o boi de corte.
 
Você deve estar se perguntando: qual o mercado consumidor? A China, claro. O maior mercado e o que mais cresce no mundo. Lá , o tatu é uma das iguarias mais apreciadas.  Mais até do que baby-taturana. Só perde para o morcego do Vale da Morte. Tenho, inclusive, cartas de intenção de compra  para  um milhão de toneladas/ano, mais subprodutos.
 
A Tatu Do Bem Participações  já está  colocando à venda cédulas de produtor  com o nome comercial de quitemotive. A rentabilidade é mais vantajosa do que pegar dinheiro para contar à meia.  Durante sete anos, juntamente com nossos parceiros criadores e investidores, formaremos um sólido plantel. Neste meio prazo construiremos o abatedouro para 20 mil tatus/dia, quando o empreendimento atingirá a plena maturidade.
 
Você, investidor, não corre nenhum risco. Se por algum deslize a Tatu Do Bem  se enterrar financeiramente, você terá a opção garantida de levar seus  tatupebas para casa. 
 

É permitida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia dos editores, desde que citada a fonte.
© Copyright 2019 — Revista Bula — Literatura e Jornalismo Cultural — seutexto@uol.com.br
wilder morais
renovatio